Pelos extras no travesseiro? Certifique-se de que é uma queda de cabelo anormal e não uma simples renovação do cabelo.

E em caso afirmativo, tome as medidas adequadas. Uma dieta voltada para o fortalecimento do cabelo pode ser sua grande aliada. Mas não é a única ajuda … Vamos ver mais um pouco!

1- Queda de cabelo –  Prepare uma boa tigela de lentilhas

As lentilhas são uma importante fonte de ferro que, combinada com a vitamina C, ajuda a aumentar o metabolismo, a circulação e a oxigenação das células.

O que é essencial para um desenvolvimento saudável do folículo piloso. Extra: Lembre-se de que a falta de ferro costuma ser a causa de cabelos fragilizados e enfraquecidos e da queda de cabelo.

2- Cuide de suas emoções e evite queda de cabelo

O estresse, a ansiedade ou os nervos relacionados a situações difíceis podem desencadear a queda de cabelo.

Queda de Cabelo

Geralmente, nenhum tratamento é necessário, pois na maioria dos casos ele se resolve com o tempo.

Extra: A alopecia por estresse apresenta queda generalizada dos cabelos, sem área localizada, diminuindo a densidade dos fios de forma homogênea.

3- Talvez sejam os genes

A chamada alopecia androgênica (AGA) é aquela que é herdada pelos genes do pai. Nesses casos, o uso de medicamentos geralmente ajuda.

Extra: É o tipo de alopecia mais comum em nossa sociedade. Geralmente afeta a maioria dos homens, embora também possa ocorrer em mulheres.

 4- Questão de hormônios causa queda de cabelo

Alterações hormonais durante a gravidez e após a menopausa podem ser a causa da queda de cabelo. Também mudar a pílula anticoncepcional ou interrompê-la pode ser a origem da alopecia.

Extra: Neste caso, o seu ginecologista saberá aconselhá-la sobre o melhor método contraceptivo para você ou sobre os tratamentos hormonais específicos de que pode necessitar.

5- Muitas vitaminas?

Tomar muitos suplementos vitamínicos pode causar queda de cabelo. O consumo abusivo de algumas vitaminas, como a vitamina A, pode causar alguns distúrbios capilares, entre os quais a queda de cabelo. Extra: O problema pode ser resolvido eliminando o consumo de vitamina A.

6- Faça uma massagem nos cabelos

Além de ser um remédio muito agradável, também pode ser muito adequado para combater a alopecia, pois as massagens aumentam o fluxo sanguíneo para os folículos capilares e fortalecem as raízes.

Queda de Cabelo

Extra: Entre os óleos que podem ser usados ​​para esse fim, encontramos o óleo de coco, amêndoa, oliva, mamona e alecrim.

7- Tratamentos médicos com efeitos colaterais

Alguns medicamentos, ou certos tratamentos com radioterapia, podem ser a origem da queda temporária de cabelo, pois atacam o cabelo que está em fase de crescimento.

Extra: na maioria dos casos é uma alopecia temporária e apenas em casos excepcionais produz uma alopecia permanente.

8- Anemia, a causa feminina mais comum

Se tem se sentido especialmente cansado há alguns dias, é provável que os seus níveis de ferro no sangue (anemia por deficiência de ferro) estejam abaixo do saudável.

Uma das consequências da deficiência desse mineral é a queda de cabelo. E, se há pouco ferro, há pouca hemoglobina que pode cumprir sua função de transportar oxigênio aos tecidos.

Extra: A primeira coisa é fazer uma análise para verificar seus níveis de hemoglobina e ferrotina (a quantidade de ferro no sangue). A partir daí, seu médico decidirá as medidas mais adequadas.

9- Perda de cabelo pós-parto

Após o parto, especificamente 3 ou 4 meses depois, os níveis de estrogênio diminuem, responsável pela fixação do cabelo ao couro cabeludo.

Esta é a razão pela qual seu cabelo cai durante esse período. Extra: esse tipo de alopecia geralmente desaparece 6 meses após o parto, embora em alguns casos possa ser prolongado por estresse, falta de ferro ou presença do hormônio prolactina durante a amamentação.

10- Não abuse do secador de cabelo

O calor enfraquece as proteínas do cabelo. O aquecimento e a secagem constantes podem causar fragilidade, o que pode causar queda de cabelo.

A secagem natural é melhor para o seu cabelo, então tente secá-lo naturalmente com mais frequência do que usar ar quente.

Extra: Se for usar secador de cabelo, selecione a configuração de temperatura baixa e não segure muito perto dos cabelos para não danificar o couro cabeludo.

ANTES DE SE PREOCUPAR

Alguns fios de cabelo na roupa ou no travesseiro podem ser o primeiro sinal de queda anormal de cabelo. No entanto, não precisa ser assim.

É importante distinguir entre alopecia e uma simples renovação do cabelo. A diferença entre uma coisa e outra é essencial para determinar se sofremos ou não de uma desordem capilar.

Queda de Cabelo

Os especialistas consideram que perder mais de 100 fios de cabelo por dia é uma taxa muito alta que não é típica de um processo natural.

Os cabelos que precisam ser perdidos de forma saudável são apenas aqueles que estão na fase telógena ou de queda, que representam cerca de 15% do total. O restante está na fase de crescimento ou anágena e na fase de transição ou catágena.

O cabelo saudável cai porque está em fase de renovação, após três meses de desvitalização. Antes de cair, um novo começa a se formar na base do folículo, que é o que o empurra. O novo cabelo vai demorar mais três meses para chegar à idade adulta.

DIFERENÇAS ENTRE HOMENS E MULHERES

A calvície é um problema que afeta homens e mulheres. No entanto, não o faz da mesma forma ou na mesma proporção.

50% da população masculina sofre de alopecia aos 50 anos, e essa porcentagem aumenta 10% a cada dez anos. No caso das mulheres, até 40 anos, 15% podem sofrer. Depois dos 40, cerca de 40%.

Em termos de como ela se apresenta, a diferença entre a calvície de padrão masculino e a calvície de padrão feminino é que a queda de cabelo inicial começa em outras áreas além do couro cabeludo.

No caso dos homens, o cabelo começa a cair na coroa e nos recessos e, em seguida, continua avançando até que apenas o cabelo fique na nuca. Na alopecia feminina, a primeira área afetada é a parte superior do couro cabeludo.